sábado, 12 de abril de 2014

CBGB - O Reduto do Underground

CBGB, provavelmente você já deve ter ouvido alguém falar nessas siglas, pode também ter visto alguém usando uma camiseta com essas letras escritas, e pode também (porque não) ter visto esse nome em vários históricos biográficos de bandas (principalmente Punk's). 
 
O ano é 1973. Considerado falido por duas vezes consecutivas, o músico Hilly Kristal resolve tenta por uma 'última' vez montar um bar com a função de abrir um espaço para que bandas do seu gosto musical (Bluegrass) pudessem se apresentar. 

Ele saí às ruas de Nova Iorque um belo dia procurando imóveis de baixo custo para poder tentar montar pela terceira vez o seu próprio negócio. Batendo em algumas portas aqui e outras ali, eis que ele encontra um Pub chamado (The Palace Bar) situado na periferia de Nova Iorque, em um bairro chamado Bowery. Lugar sujo e precário, onde logo na entrada havia um morador de rua viciado que afinava um violino velho que continha apenas algumas cordas. Sr. Kristal se aproxima, se apresenta e entra no Pub juntamente com o morador de rua do qual ele se propos à pagar-lhe uma bebida. Por alguma questão pessoal, ele sentiu ali que o lugar tinha potencial para o que ele estava procurando e então faz a pergunta ao dono do estabelecimento que mudaria a história da cena musical para sempre: Ele pergunta se o cara toparia vender o lugar para ele, e o cara não questiona absolutamente nada, somente lança a pergunta 'você tem dinheiro?'

E eis que alguns dias depois juntamente com seu amigo (Merv Ferguson) antigo parceiro de outros projetos falidos e o morador de rua (Idaho) eles começam a 'reformar' de maneira bem 'chucra' o lugar para parecer um pouco mais aprazível. Certa vez quando Kristal está lá fora escrevendo com latas de spray e formas feitas por ele as iniciais 'CBGB' que significa 'Country BlueGrass Blues', 3 rapazes se aproximam e desenrolam uma conversa com Kristal. Eram eles o guitarrista e o baixista da banda 'Television' e seu 'empresário' (Terry Ork) procurando um lugar para que pudessem mostrar seu trabalho. Depois de chamar o seu agente ao escritório, a única exigência que o Sr. Kristal fez, era de que o som fosse original e comunicou a banda de que se eles tocassem muito alto ele sairia do lugar e a banda não conseguiria o espaço para mostrar seu trabalho. Feito isso, e por inúmeras apresentações de outros estilos musicais, ele 'obrigatoriamente' adere a outra sigla (também inventada por ele) que é a também famosa OMFUG, que significa 'Other Music For Uplifiting Gormandizers'(Blues de raiz e outras músicas para edificantes comilões).

O bar passou por várias dificuldades por conta do descaso com as finanças e pelo jeito desprendido de Krystal, pois o sonho dele era ter um bar e produzir arte, e não administrar um negócio lucrativo. Por essa não ser a sua pretensão, eis que sua filha (Lisa) se apresenta para cuidar das finanças, ele diz que é bobagem e que isso não é necessário e pedia para ela não se preocupar, mesmo com todos dizendo que ele deveria. 

Nos teus 33 anos de atividade, o CBGB foi palco para mais de 50.000 bandas com trabalhos autorais, lançando dali para o mundo nomes como Ramones, Iggy Pop, Blondie, Dead Boys, Rancid, Ac/Dc, Livin Colour, The Police, Bruce Springsteen, Velvet Underground, Misfits, Talking Heads e muitas outras tantas bandas consideradas importantes para a cena Punk ou Underground. Muitos dos que passaram por lá foram consagrados mais tarde no 'Rock and Roll Hall of Fame', sendo eles muito gratos à iniciativa e a visão de Hilly Krystal, que fez do teu sonho realidade e fez também com que muitos  realizassem os teus sonhos. 

Certa vez ele disse, 'Para que economizar para vivermos um sonho, sendo que podemos viver o nosso sonho ao invés de economizar'. E de fato de uma simples atitude e com muita boa vontade, ele lançou profissionais e agregou astros para que o mundo todo viesse compartilhar de sua mesma 'loucura'. Somos todos capazes e Hilly Kristal deixou isso bem claro. 

O CBGB fechou suas portas para sempre em Outubro de 2006 e seu idealizador viria à morrer em Agosto de 2007 em função de um câncer no pulmão. Mas como dizia o poeta, "morre o idealizador e não o ideal." 

(Hilly Kristal - 1932/2007)

Curiosidades: 


  • Seu cão que se chamava 'Jonathan' sempre ia juntamente com Kristal para o CBGB, e ali mesmo ele fazia suas necessidades, as merdas do cachorro de Jonathan se tornaram lendárias.



  • Seu técnico de som, ele encontrou em um beco, e estava consertando um rádio velho, não tinha noção nenhuma de sonorização. Ele era chamado de 'Taxi', com o inicio de sua carreira no CBGB ele mixou albuns para o Bruce Springsteen, Ray Charles entre tantos outros. Ele mixou mais de 4mil 'gigs' em sua carreira.



  • Havia também uma circulação de uma revista feita por estudantes que se chamava 'Punk', com o ilustrador (John Holmstrom) e seu amigo (Legs Manel), onde eles entrevistavam as bandas que se apresentavam no CBGB e depois lançavam em pequenas tiragens no valor de $0,50 cada exemplar.



  • Merv Ferguson sempre usava um capacete de obras, ninguém nunca soube o porque.







Nenhum comentário:

Postar um comentário