sexta-feira, 2 de março de 2012

Quanto você vale?

Acredito que a maioria da população já percebeu a piora da qualidade dos serviços prestados nos últimos anos aqui no Brasil. 

Será que por acaso você já se perguntou por quê? 

É muito simples:   O comércio depende exclusivamente de seus consumidores. Uma empresa com uma proposta pioneira abre suas portas oferecendo um produto único a um preço convidativo até que seu produto seja difundido na sociedade e conseqüentemente valorizado. A partir do momento em que a procura pelo produto é muito grande, e por isso ele é valorizado, o preço aumenta. 

Ao mesmo tempo outras empresas aparecem, formando a famosa concorrência. A partir daí a primeira empresa precisa apresentar um preço mais convidativo, já que a segunda estreiou no mercado com um preço menor. 
Enfim, o jogo é: As empresas correm atrás dos clientes desesperadamente disputando oferecer o melhor negócio, para que se destaquem das demais. Esse jogo proporciona a qualidade dos serviços.   

               Mas o que acontece quando o jogo se inverte? 

O que acontece quando o cliente começa a pensar que precisa desesperadamente e a qualquer custo de um número cada vez maior de produtos e se entrega facilmente a qualquer proposta comercial, pagando qualquer preço por isso? 
   Simplesmente as vendas são automaticamente facilitadas, fazendo com que o comerciante ou empresário não mais se esforce para vender seu produto. Acontecendo isso, automaticamente a qualidade dos serviços caem, já que mesmo com concorrência as pessoas continuam consumindo em uma grande escala, sendo que o cliente não mais exija a qualidade nos serviços, mas exclusivamente o consumo por si só. E o que o consumidor ganha com isso? 
O consumismo exagerado e desnecessário só favorece os empresários, os tornando cada vez mais ricos, e desfavorece completamente o consumidor, que não ganha nada com isso. Os clientes consumidores precisam valorizar-se,  e tornar-se mais exigentes ao comprar, só assim o jogo muda e voltamos a ter qualidade e a voltar a ganhar outra vez.

Um comentário:

  1. Pura verdade. O desejo de ter só por ter acaba desvalorizando o produto no final das contas.
    Nunca tinha olhado por esse ângulo. Ótimo post! Parabens!!!

    ResponderExcluir