sexta-feira, 6 de maio de 2011

Subproduto de Rock, será um tipo de Nhoque?

Alguém aí conhece aquele tal programa ‘Ídolos’?, transmitido pela Rede Record? Na boa, alguém já parou pra ver, ou então sabe qual é o critério dos jurados? Aliás, os jurados são péssimos, Marco Camargo, só existe porque o brasileiro idolatra em primeiro Roberto Carlos, depois a Igreja e em terceiro o dinheiro e em quarto o futebol, e esse tal de Marco Camargo (jurado numero um) é quem compõe letras para o Roberto Carlos, que há muito tempo, diga-se de passagem, tem músicas péssimas, Rick Bonadio (jurado numero dois), que já produziu a lendária banda cômica Mamonas Assassinas e que nos dias atuais produziu ou ainda produz aquela banda tachada de ‘rock’, chamada Nx zero, e a terceira jurada é Luiza Possi, filha da cantora Zizi Possi, que por sua vez, só está na cena musical por influência de sua mãe (assim como tantos outros filhos de "astros") esse é o ‘time’ de jurados que temos na bancada do programa. Quando surge um programa com esse intuito de, caçar novos talentos, desperta a atenção de muitos pois quem não quer ser famoso? Ter carro do ano, conta bancária gorda, morar bem e comer bem? Acho que se não são todos, uma grande parte da população mundial quer tudo isso e o que mais a fama puder proporcionar a esses meros mortais, eles vão querer, por ter esse tipo de visão sobre a ‘fama’, muitas pessoas se doam a esse tipo de programa, como se fosse a última oportunidade da sua vida, como se os jurados fossem ‘deus’ decidindo se eles vão ou não ser grandes astros, e convenhamos que, eles não sabem nem a pau escolher bons cantores, basta ver nas edições anteriores do programa, eles lançaram péssimos ‘artistas’, que só fizeram shows ‘mixurucas’ por aí. Mas sabe o que mais me irrita em assistir esse programa? É que muitos, mas muitos bons cantores, são descartados por não ter uma aparência bonita, (mas peraí, estamos falando de top models, ou musicistas?) Pois é, ninguém sabe ao certo o que o programa quer, porque no final das contas, ganha aquele que é mais puxa-saco ou sabe-se lá o que. Aí me vem na cabeça, os nomes, Joe Ramone, Janis Joplin, entre tantos outros que não tinham a beleza como seu forte e muito menos o ‘puxa-saquismo’, essas pessoas mudaram o jeito de se fazer rock and roll e principalmente, fazer música! Pessoas com personalidade marcante, e que sabem o que faz, eles jamais vão encontrar nesses programinhas visando audiência. Eles até conseguem ‘impregnar’ alguns pseudo-artistas na mente das pessoas, só que artista de verdade tem alma, e não se vendem por pouca coisa não, tanto que muitos dos magníficos artistas que mudaram o jeito de fazer arte permanecem vivos em seus excelentes trabalhos (ta bom alguns nem tão excelente assim) até nos dias de hoje e assim continuará, até quando deus permitir, e dinheiro nenhum no mundo pode modificar ou melhor, apagar isso. Paz!

Um comentário:

  1. A questão é : Quem precisa de um show de calouros para revelar "interpretes" requentados ? A arte precisa de criação, cena, gente enxergando na frente, gente que tenha algo relevante a dizer. Bons cantores, sem repertório, não acrescentam nada ao panorama artístico e pelo contrário, programas como esse, só ajudar a mumificar a cena musical.

    ResponderExcluir